Rio 2016, primeiro fim de semana é positivo!


Ontem, no Rio Media Center, tivemos duas reuniões importantes para resumir satisfatoriamente como foi o primeiro fim de semana olímpico na cidade. No primeiro dia útil durante as Olimpíadas houve um balanço bastante positivo sobre os eventos, os transportes e a população.

Na reunião matinal, Joaquim Dinis, Diretor de Operações do CET Rio e Pedro Junqueira, Chefe Executivo do Centro de Operações, destacaram o belo desempenho das provas de ciclismo, tanto das organizações como dos atletas, por ser uma prova que exige diversas ruas fechadas e segurança reforçada aos atletas e aos locais arredores. Junqueira forneceu dados bastante positivos da satisfação dos turistas e da população com os atendimentos, além de destacar a segurança efetiva tanto nos pontos olímpicos quanto na cidade. Dinis destacou que, apesar da frente fria que chegou à cidade no fim de semana, as provas foram feitas de acordo com o previsto tendo que adiar apenas a prova de remo. Os dois agradeceram a colaboração da população que respeitou as faixas olímpicas e as regras de trânsito para os eventos. Dinis lembrou que o organizador do Comitê Olímpico Internacional elogiou a população do Rio dizendo que nunca tinha visto, desde que se tornou o organizador do COI, uma outra cidade respeitar tanto as faixas olímpicas como está vendo no Rio de Janeiro. 

Pedro Junqueira e Joaquim Dinis

Em outra reunião, no período da tarde, Alexandre Sansão, Secretário Municipal de Trânsito, Rafael Picciani, Secretário Executivo de Governo e Rodrigo Vieira, Secretário Estadual de Transporte, falaram principalmente sobre os serviços de transportes públicos durante o primeiro fim de semana de evento. Rafael Picciani começou agradecendo à população que está colaborando nos deslocamentos utilizando os transportes públicos e pediu que essa colaboração continue. Ele também divulgou que, só no fim de semana, foram 328 mil pessoas utilizando o BRT, 79 mil no VLT e um adicional de 478 mil utilizando o metrô. Picciani demonstrou satisfação com o funcionamento dos transportes públicos e seus intervalos regulares e afirmou que a tendência é melhorar ao longo da semana. Rodrigo Vieira ressaltou os bons números da linha 4 do metrô, a linha nova que liga a Barra à Zona Sul, dizendo que tudo está ocorrendo dentro das expectativas. Lembrou que o grande público poderá utilizar esse transporte a partir do primeiro dia das paralimpíadas e que, por enquanto, só quem tem o bilhete olímpico pode usufruir do metrô da linha 4 para os eventos esportivos. Vieira também afirmou que em um evento de vários dias não é possível manter os serviços do metrô sem a manutenção preventiva, por isso, os horários de funcionamento vão até 2h e retornam às 4h30min da manhã. Perguntados sobre o valor dos transportes públicos, Rafael Picciani ressaltou que o valor cobrado (R$25,00) é uma média da soma dos valores de todos os transportes e ajuda o cidadão a usar todos os serviços especiais para as Olimpíadas. Ressaltou também que os serviços de segurança estão funcionando satisfatoriamente. Ele ainda afirmou que todos estão à busca da melhoria de todos os transportes públicos durante os eventos.

Rodrigo Vieira, Rafael Picciani e Alexandre Sansão.

Três informações importantes sobre os serviços noturnos dos transportes!
  • Diferente das linhas 1 e 2 que funcionam até 2h da manhã, o metrô da linha 4 fica aberto até 1h da manhã. Avisos sonoros e telões dentro das arenas avisam quando é necessário que as pessoas deixem o parque olímpico, se quiserem utilizar o metrô. Caso queiram ficar até depois da meia noite, há a possibilidade de utilizar o BRT disponível para fazer baldeação (troca) nas estações Bosque de Marapendi, Barra Shopping e Jardim Oceânico. Este BRT fará 8 paradas pela Zona Sul e 3 paradas pela Central do Brasil.

  • Na saída do Maracanã e Maracanãzinho após a meia noite, pessoas que queiram ir para a Zona Norte devem utilizar o trem nas estações Maracanã e São Cristóvão, além das linhas de ônibus disponíveis. Aos que vão à Zona Sul, deverão usar o metrô na estação São Francisco Xavier.

  • Nos eventos de vôlei de praia em Copacabana que terminam depois da meia noite, para as pessoas que desejam ir à Barra da Tijuca, recomenda-se utilizar os serviços de ônibus por toda a Avenida Barata Ribeiro, visto que o metrô da linha 4 fecha à 1h da manhã e não há tempo hábil de chegar à estação. Avisos sonoros, anfitriões orientando as saídas e os telões das arenas intensificarão os avisos para a saída dos eventos. 

OBS: A exceção da funcionalidade até às 2h da manhã do metrô da linha 4 será nos dias 12, 13 e 21 de agosto. Para saber como está o trânsito pela cidade durante as Olimpíadas, entre aqui.

Para mais informações, fotos e curiosidades, cliquem no Jornal Impacto.